Marcelo Camelo – Três Dias (Three Days)

Se faltar carinho, ninho (If lacking affection, nest)
Se tiver insônia, sonha (If having insomnia, dream)
Se faltar a paz (If lacking peace)
Se faltar a paz, Minas Gerais (If lacking peace, Minas Gerais)

Se encontrar algum destino (If you find a destination)
Para solidão tamanha (For such loneliness)
Se faltar a paz (If lacking peace)
Se faltar a paz, Minas Gerais (If lacking peace, Minas Gerais)

Se faltar carinho, ninho (If lacking affection, nest)
Se tiver vontade, chama (If you want, call)
Se faltar a paz (If lacking peace)
Se faltar a paz, Minas Gerais (If lacking peace, Minas Gerais)

Se você ficar sozinho (If you stand alone)
Pega a solidão e dança (Grab the loneliness and dance)
Se faltar a paz (If lacking peace)
Se faltar a paz, Minas Gerais (If lacking peace, Minas Gerais)

Desaparecer no vento (Disappear into the wind)
E acordar num outro instante (And wake up in another moment)
Nó na imensidão do tempo (In the immensity of time)
Dor do sentimento faz (The feeling of pain is made)
Mas, se faltar a paz (But, if lacking peace)
Se faltar a paz (If lacking peace)
Se faltar a paz, Minas Gerais (If lacking peace, Minas Gerais)

*Minas Gerais is a state in Brazil*

Passeando-Marcelo Camelo “Travelling”

E lá vai deus sem sequer saber de nós  (And there goes god without ever knowing us)
saibamos pois (we know since)
estamos sós (we are calling for help)

Tim Maia – Imunização Racional (Que Beleza) “Rational Immunization (How Awesome)”

Uh! Uh! Uh! Que Beleza! (Ooh! Ooh! Ohh! How awesome!)
Uh! Uh! Uh! Que Beleza! (Ooh! Ooh! Ohh! How awesome!)

Que beleza é sentir a natureza (How awesome is the feeling of natural-ness)
Ter certeza pr’onde vai (To be certain of where you will go)
E de onde vem (And where you come from)
Que beleza é vir da pureza (How awesome it is to come from purity)
E sem medo distinguir (And distinguishing without fear)
O mal e o bem… (the evil and the good)

Uh! Uh! Uh! Que Beleza! (Ooh! Ooh! Ohh! How awesome!)
Uh! Uh! Uh! Que Beleza!
(Ooh! Ooh! Ohh! How awesome!)

Que beleza é saber seu nome (How awesome it is to know your name)
Sua origem, seu passado (Your origin, your past)
E seu futuro (And your future)
Que beleza é conhecer (How awesome it is to know)
O desencanto (Disenchantment)
E ver tudo bem mais claro (And to see everything much clearer)
No escuro… (In the dark…)

Uh! Uh! Uh! Que Beleza! (Ooh! Ooh! Ohh! How awesome!)
Uh! Uh! Uh! Que Beleza!
(Ooh! Ooh! Ohh! How awesome!)

Abra a porta (Open the door)
E vá entrando (And get going)
Felicidade vai (Happiness will)
Brilhar no mundo (lighten up the world)
Que Beleza! Que Beleza!… (How awesome! How awesome!)

Uh! Uh! Uh! Que Beleza! (Ooh! Ooh! Ohh! How awesome!)
Uh! Uh! Uh! Que Beleza!
(Ooh! Ooh! Ohh! How awesome!)

Doce Solidão – Marcelo Camelo (Sweet Solitude)

 

Posso estar só  (I can be alone)
Mas, sou de todo mundo  (But, I am everyone)
Por eu ser só um  
Ah, nem! Ah, não! Ah, nem dá!
Solidão, foge que eu te encontro
Que eu já tenho asa
Isso lá é bom, doce solidão?

Rosa Menina Rosa-Céu

Rosa, menina rosa (Pink, pink girl)
Vem que eu quero ver você sambar
(Come so I can see you samba)
Rosa, menina rosa
(Pink, pink girl)
Vem que eu quero ver você sambar
(Come so I can see you samba)

Me disseram que você, menina rosa, (I am told that you, pink girl,)
Samba demais
(Samba too)
E o meu samba vai é ficar pra trás
(And that my samba will not compare)

Rosa, menina rosa (Pink, pink girl)
Vem que eu quero ver você sambar
(Come so I can see you samba)
Rosa, menina rosa
(Pink, pink girl)
Vem que eu quero ver você sambar
(Come so I can see you samba)

Pois o teu samba tem mistério (Because your samba is a mystery)
Que é gostoso de sambar
(What fun it is to samba)
Se você gosta de samba
(If you like to samba)
Você vai ter que balançar
(You will have to shake)

Rosa, menina rosa (Pink, pink girl)
Vem que eu quero ver você sambar 
(Come so I can see you samba)
Rosa, menina rosa 
(Pink, pink girl)
Vem que eu quero ver você brincar 
(Come so I can see you play)

Me disseram que você menina rosa, samba demais (I am told that you pink girl, samba too)
E o meu samba vai é ficar pra trás
(And my samba will not compare)

*I believe “pink” here means “shy”

Medo-Carlos Drummond (Fear)

Em verdade temos medo. (In truth, we all have fear)

Nascemos escuro.  (We are born dark.)

As existências são poucas: Carteiro, ditador, soldado.  (There are few existences: Mailman, dictator, soldier.)

Nosso destino, incompleto. E fomos educados para o medo.  (Our destiny, incomplete. And we were taught to fear.)

Cheiramos flores de medo. Vestimos panos de medo.  (Flowers smell of fear. We wear cloths of fear.)

De medo, vermelhos rios vadeamos.  (We wade through red rivers of fear.)

Somos apenas uns homens e a natureza traiu-nos.  (We are only a few men and nature betrayed us.)

Há as árvores, as fábricas, Doenças galopantes, fomes. (There are trees, factories, rampant Diseases, famines.)

Refugiamo-nos no amor, este célebre sentimento, e o amor faltou: chovia, ventava, fazia frio em São Paulo. (We take refuge in love, this eminent feeling, and love was missing: it was raining, windy and cold in Sao Paulo.

Fazia frio em São Paulo… Nevava. (It was cold in Sao Paulo…Snowing.)

O medo, com sua capa, nos dissimula e nos berça. (Fear, with it’s cover, hides in the crib.)

Fiquei com medo de ti, meu companheiro moreno, De nós, de vós: e de tudo. (I was afraid of you, my brown companion, From us, from you: and from everything.)

Estou com medo da honra. Assim nos criam burgueses, Nosso caminho: traçado. (I am afraid of honor. So we create bourgeois, Our path: a path.)

Por que morrer em conjunto? E se todos nós vivêssemos? (Why die together? And what if we all lived?)

Vem, harmonia do medo, vem, ó terror das estradas, susto na noite, receio de águas poluídas. (Come, harmony of fear, come, oh terror of the roads, fright night, fear of polluted waters.)

Muletas do homem só. Ajudai-nos, lentos poderes do láudano. (Only a crutch of man.  Help us,  slow power of láudano.) *láudano is a drug made with an extract of opium, which has a sedative effect and is known to cause memory loss. It was banned in 1934.*

Até a canção medrosa se parte, se transe e cala-se. (Even the fearful song breaks apart, transforms itself and becomes quiet.)

Faremos casas de medo, duros tijolos de medo, medrosos caules, repuxos, ruas só de medo e calma. (We will make houses of fear, hard bricks of fear, timid stems, streets only of fear and calm.)

E com asas de prudência, com resplendores covardes, atingiremos o cimo de nossa cauta subida. (And with wings of prudence, with cowardly splendors, we shall reach the top of our cautious ascent.)

O medo, com sua física, tanto produz: carcereiros, edifícios, escritores, este poema; outras vidas. (Fear, with it’s physics produces: prison guards, buildings, writers, this poem; other lives.

Tenhamos o maior pavor, Os mais velhos compreendem. (We have/Have the greatest dread, The elders understand.)

O medo cristalizou-os. Estátuas sábias, adeus. (Fear crystallized them. wise Statues, goodbye.)

Adeus: vamos para a frente, recuando de olhos acesos. Nossos filhos tão felizes… (Farewell: we will go forward, retreating from lit eyes. Our children so happy.)

Fiéis herdeiros do medo, eles povoam a cidade. Depois da cidade, o mundo. Depois do mundo, as estrelas, dançando o baile do medo. (Faithful heirs of fear, they populate the city.  After the city, the world.  After the world, the stars, dancing the dance of fear.)

Despedida-Marcelo Camelo

Eu não sou daqui também marinheiro (I’m not from around here either sailor)
Mas eu venho de longe e ainda (But I’ve come from afar and still)
Do lado de trás da terra além da missão cumprida (From the backside of the land, beyond the mission accomplished)
Vim só dar despedida (I just came to say goodbye)

Filho de sol poente (Son of the setting sun)
Quando teima em passear (When you insist on walking)
desce de sal nos olhos doente da falta de voltar (salt drops from the eyes, sick from the absence of a return)

Filho de sol poente (Son of the setting sun)
Quando teima em passear (When you insist on walking)
desce de sal nos olhos doente da falta que sente do mar (salt drops from the eyes, sick from the absence of feeling from the sea)
Vim só dar despedida (I just came to say goodbye)